terça-feira, 22 de outubro de 2019

Supremo condena Geddel e Lúcio Vieira por associação criminosa

22 de outubro de 2019
A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu condenar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), e o irmão dele, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, pelo crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. A dupla recebeu a condenação no episódio relacionado aos R$ 51 milhões em espécie encontrados em um apartamento ligado a Geddel em Salvador, em 2017. Nesta terça-feira (22/10), o Supremo realiza a quarta sessão para tratar do caso. Ainda hoje, os ministros vão decidir a dosimetria da pena, ou seja, quantos anos de prisão será estipulado para que os condenados cumpram. A condenação ocorreu por unanimidade, ou seja, os cinco ministros — Ricardo Lewandowski, Carmen Lúcia, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Edson Fachin — votaram pela condenação. A Procuradoria-Geral da República (PGR) pede que os dois sejam condenados a 80 anos de cadeia, além de terem de ressarcir R$ 43,6 milhões aos cofres públicos. PGR também pede o pagamento de uma multa por danos morais coletivos no valor de US$ 2,688 milhões. Geddel está preso há dois anos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. A defesa pede que ele seja transferido para Salvador, o que ainda não ocorreu.
Foto: Polícia Federal/Divulgação

Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário