domingo, 6 de outubro de 2019

Família de idosa internada nos corredores do Hospital Universitário reclama da saúde em Juazeiro-BA e Petrolina-PE

05 de outubro de 2019
A senhora Helenita de Castro Lima, de 67 anos, está internada desde a semana passada nos corredores do Hospital Universitário em Petrolina (PE) enquanto aguarda a liberação de um leito e a cirurgia de artrotomia de joelho que está programada para a próxima segunda-feira, dia 07. Incomodados com esta situação, porque a idosa se quer tem condições de fazer suas necessidades básicas de higiene diariamente, procuraram o GJ Notícias para reclamar da saúde em Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Tâmara Nobre, que é nora de Dona Helenita, explicou que ela foi encaminhada por meio de regulação em Juazeiro para o Hospital Universitário mesmo sem disposição de leito e com isso está internada há uma semana nos corredores sentindo fortes dores no joelho e a única medicação que recebe é dipirona. “Minha sogra fez uma cirurgia há três anos e meio e desde então nunca conseguiu se restabelecer e nem consegue colocar o pé no chão. Ela já passou por quatro cirurgias, mas devido a problemas na prótese, uma das pernas infeccionou e desde o início do ano ela está sofrendo com fortes dores e dificuldade de locomoção. Ela procurou atendimento na UPA de Juazeiro e no Hospital Regional, onde passou por avaliações médicas. Em junho, um dos médicos informou que ela precisava parar de tomar os antibióticos e passar por um procedimento cirúrgico para correção do procedimento anterior", expressou. “Dona Helenita voltou a UPA e de lá foi regulada para o Hospital Sote, instituição conveniada com a prefeitura, mas, chegando na Sote foi informada que ela não seria atendida, pois eles só estavam recebendo pacientes acidentados. Foi então que ela decidiu acionar o Ministério Público da Bahia. Mesmo após Helenita acionar o MP-BA, o procedimento não foi realizado na Sote. Semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde a encaminhou para o HU e deste então passa por esses dissabores” acrescentou. “Ela entrou com um problema de saúde e pode sair com outros tendo em vista que está exposta nos corredores a diversos outros pacientes com doenças variadas. E o pior é esse jogo de empurra-empurra porque o diretor do HU informou que a prefeitura de Juazeiro não podia regular para a unidade hospitalar que se encontra superlotado. A saúde de Juazeiro e Petrolina está um caos” concluiu. 
Da redação

Fonte: Blog do Geraldo José

Nenhum comentário:

Postar um comentário