quarta-feira, 1 de maio de 2019

Guaidó discursa e promete levantes diários até queda de Maduro

01 de maio de 2019
O líder oposicionista da Venezuela, Juan Guaidó, se pronunciou durante uma manifestação nas ruas de Caracas nesta quarta-feira (1º), assegurando que "todos os dias" haverá "ações de protesto" contra o governo de Nicolás Maduro, até que todo o país seja "libertado". As informações são do jornal venezuelano El Nacional. Guaidó ainda reforçou que a única maneira de ocorrer um golpe de Estado na Venezuela é caso o detenham. "Cada vez menos há pessoas sequestradas pelo medo. A única forma de haver um golpe de Estado é que me detenham — todos viram ontem o respaldo da comunidade internacional." O presidente interino completou que há propostas de greves escalonadas para o restante da semana, até que haja uma paralisação geral. No Twitter, a conta oficial das comunicações da presidência interina da Venezuela informou que os serviços do Youtube, do Bing e do Google no país foram restritos durante o discurso de Juan Guaidó nesta quarta-feira. 

Polícia confronta manifestantes 
A Guarda Nacional Bolivariana da Venezuela lançou nesta quarta-feira bombas de gás lacrimogêneo contra pelo menos duas manifestações da oposição em Caracas. Os manifestantes marcham por uma estrada que passa pela base militar na frente da qual ontem houve uma tentativa de levante liderado pelo líder oposicionista Juan Guaidó. 

Protesto de terça-feira
O ato de terça-feira (30) tem sido encarado como o mais ousado do autodeclarado presidente interino até agora para persuadir os militares a se levantarem contra Nicolás Maduro. Dezenas de milhares de pessoas que faziam uma passeata em Caracas para apoiar Guaidó entraram em confronto com a tropa de choque na avenida Francisco Fajardo. Um veículo blindado da Guarda Nacional avançou sobre manifestantes que atiravam pedras.

Fonte: R7 Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário