sábado, 9 de fevereiro de 2019

Trabalhadores que executam obra no Estádio Paulo Coelho, em Petrolina, denunciam atraso nos pagamentos

08 de fevereiro de 2019
Trabalhadores que estão executando a obra de reforma e adequação do Estádio Paulo Coelho, em Petrolina, reclamam de falta de pagamento por parte da empresa Brás Forte. O blog ouviu o presidente do sindicato dos trabalhadores na construção civil, o senhor Pedro Portugal, onde ele nos relatou que tudo se iniciou com o atraso de pagamento, sendo que também alguns trabalhadores foram demitidos e a empresa informou ao sindicato que o atraso do pagamento se deu devido a falta de repasse de pagamento por parte da Prefeitura Municipal de Petrolina. O sindicato fez a denúncia no Ministério do Trabalho, mas até o momento da entrevista os trabalhadores não receberam suas verbas rescisórias. O blog questionou ao presidente, se continuando o atraso no pagamento desses trabalhadores qual será o próximo passo? O mesmo nos respondeu que "se continuar o atraso vamos paralisar as obras de reforma do Estádio Paulo Coelho e denunciar mais uma vez ao Ministério do Trabalho e ao Ministério Público também". Questionado se a prefeitura informou por meio de nota se foi repassado a verba para a empresa para efetuar o pagamento aos trabalhadores o mesmo informou que "até então o sindicato aguardou uma resposta da prefeitura, porém até o momento nada de resposta sobre essa situação.  Sobre as condições de trabalho para esses trabalhadores, o chamado EPI (Equipamento de Proteção Individual), não está ruim não(sic). Somente essa falta de pagamento mesmo. A pergunta que fica, na assinatura da ordem de serviço da obra, a verba estava assegurada e agora está nessa situação de atraso de pagamento? O sindicato faz o alerta a a você trabalhador que queira se informar no sindicato dos trabalhadores na construção civil pelo fone 3862-1422. Fica na Rua 1 do Bairro Antônio Cassimiro 1."
Com informações do Senhor Pedro Portugal, Presidente do Sinticon
Por Cleber Sena

Fonte: Blog Diniz K-9

Nenhum comentário:

Postar um comentário