Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

sábado, 26 de agosto de 2017

Celeuma acerca de possível construção de shopping popular em área da Diocese de Petrolina chega ao MPPE

26 de Agosto de 2017
A celeuma causada pela possível construção de um shopping popular numa área da Diocese de Petrolina localizada no entorno do Palácio Episcopal, Centro da cidade, chegou ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) após ganhar as rodas de conversa na cidade e virar pauta na Câmara Municipal durante a semana. Nesta sexta-feira (25) por uma comissão de católicos participou de uma audiência com a promotora de Justiça Ana Rúbia Torres, que responde pelas Promotorias de Cidadania e Patrimônio. A vereadora Cristina Costa foi convidada pela comissão, que levou documentos fundamentando que o Palácio Diocesano só deve ser usado como residência do bispo ou servir de seminário para a formação de novos padres. Pelo projeto, a igreja firmaria um contrato de aluguel do terreno com o grupo empresarial responsável pela obra. Isso incomodou os católicos, sobretudo a partir da carta do bispo emérito de Petrolina Dom Paulo Cardoso enviada à sociedade, ao MPPE, à Câmara de Vereadores e ao prefeito Miguel Coelho, contestando o empreendimento. O Ministério Público vai instaurar um procedimento e avaliar se a negociação comercial do Palácio Diocesano é legal. Para Cristina Costa, que solicitou informações de todos os atores envolvidos no processo, é preciso abrir um diálogo para saber se a comercialização do entorno do prédio não fere o patrimônio cultural e histórico de Petrolina. “É preciso respeitar o Estatuto das Cidades, já que o empreendimento terá impacto de vizinhança, pode comprometer o trânsito e a vida das pessoas que circulam naquela área“, declarou Cristina. 

Tombamento
A comissão formada por católicos também está recolhendo assinaturas em documento online para juntar ao processo do Ministério Público, ao mesmo tempo vai encaminhar processo à Nunciatura Apostólica no Brasil, pedindo a apuração dos trâmites da comercialização do Palácio Diocesano. Também pedirá ao Governo do Estado o tombamento do prédio. 
Foto: Assessoria/vereadora Cristina Costa

Fonte: Blog do Carlos Britto

Nenhum comentário:

Postar um comentário