Top de Linha

Top de Linha

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Tudo que você precisa saber sobre a internet 4G

14 de Fevereiro de 2017
Para muitas pessoas o 4G pode ser apenas um símbolo que aparece no celular quando você está usando a conexão da rede móvel. Na realidade, a tecnologia conta com algumas diferenças em relação às tecnologias 3G e 2G e não é tão difícil assim de entender as possibilidades desse tipo de conexão. Para te deixar por dentro de como funciona a conexão 4G, o gerente de engenharia da operadora TIM, Homero Salum, esclarece alguns mitos e verdades sobre o 4G. 

Um aparelho 4G funciona também como 3G ou 2G 
Verdade. Assim como os chips 3G funcionam em celulares 2G, os 4G funcionam nos aparelhos 3G. Em termos de compatibilidade não há qualquer impedimento entre as tecnologias. No entanto, não será possível aproveitar a internet com alta velocidade, caso o chip seja 4G e o aparelho não seja compatível com essa rede. 

Internet 4G é mais cara do que 3G
Mito. Atualmente, as operadoras oferecem o serviço de internet com base na franquia de dados contratada, independentemente da tecnologia utilizada. 

Todos os smartphones 4G comprados no exterior funcionam normalmente no Brasil
Mito. O aparelho precisa estar homologado pela Anatel e ser compatível com a banda utilizada no País. Isso significa que você precisa checar na caixa do aparelho, onde deve constar compatibilidade com as bandas 28, 3 e 7. Caso você esteja em outro país e está pensando em comprar um celular, acesse a lista do site especializado em tecnologia móvel GSM Arena para saber se o seu aparelho funcionará no Brasil. 

É possível utilizar o 4G de uma operadora brasileira no exterior
Verdade. Para navegar na rede 4G fora do Brasil, o cliente precisa ter um aparelho compatível com a frequência no país visitado (2600 MHz) e um chip da tecnologia de quarta geração. No caso da TIM, por exemplo, ao solicitar a ativação do pacotes de roaming, é possível navegar nos seguintes países: Alemanha, Arábia Saudita, Bélgica, Canadá, Chile, Espanha, França, Holanda, Hong Kong, Itália, Japão, Noruega, Reino Unido, Romênia, Rússia, Suíça e Taiwan. 

O sinal de 4G fica restrito às grandes cidades
De acordo com Salum, este é um mito. "As operadoras de telefonia brasileira estão investindo fortemente para ampliar sua rede 4G no Brasil", comenta o gerente de engenharia da TIM. O cliente pode verificar no Teleco (www.teleco.com.br), portal de consultoria de telecomunicação, o mapa de cobertura das empresas. A operadora com maior cobertura atualmente ultrapassou 1.000 cidades cobertas com a tecnologia. 

A principal diferença entre a rede 4G e a 3G é a velocidade
Verdade. O 4G foi criado para a experiência de dados apenas, diferentemente do 3G que também contempla voz. Por conta disso, houve uma melhoria significativa em sua construção e desenvolvimento, com o objetivo de oferecer qualidade, velocidade e maior penetração dos usuários a sua rede. 

A velocidade da internet móvel no Brasil está muito abaixo da internet fixa
Mito. A rede 4G, dependendo da velocidade que o usuário possui em casa ou na empresa, pode superar a velocidade da internet fixa. Esta vantagem só não ocorre quando a internet fixa é entregue por fibra óptica. Em locais afastados e de difícil acesso para a chegada de infraestrutura, como na ilha de Fernando de Noronha-PE, por exemplo, a rede móvel tem velocidade superior à rede fixa. 

Quando o 5G chegar ao Brasil vai extinguir o 4G e 3G
Na verdade, as tecnologias são complementares e não deixarão de existir. O 4G foi o primeiro passo para a preparação de novas soluções e o desenvolvimento da internet das coisas, em que objetos se conectam e compartilham informações entre eles. Além disso, no futuro, também será por meio desta rede que haverá uma interação direta com o wi-fi, melhorando a velocidade de transmissão de dados e conectividade dos aparelhos em geral.

Fonte: R7 Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário