Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

sábado, 6 de agosto de 2016

Em situação crítica, nível da Barragem de Sobradinho-BA cai para 18%

04 de Agosto de 2016
Em apenas dois meses, de 1º de junho a 1º de agosto deste ano, o reservatório da Barragem de Sobradinho, o maior da região Nordeste, localizado no Rio São Francisco, entre os municípios de Juazeiro, Casa Nova e Sobradinho, na Bahia, perdeu 10,52% de seu volume útil de água. De 28,85% de acúmulo de água, que tinha em 1º de junho, estava,na última segunda-feira, com apenas 18,33%. A situação é mais grave do que foi verificada no ano passado, quando o Rio São Francisco enfrentou a até então sua pior seca da história, o que fez com o lago de Sobradinho alcançasse, em janeiro deste ano, um volume útil de água de pouco mais de 1,5%. No final de julho do ano passado o lago estava com 21,5%, maior que o registrado no mesmo período deste ano, quando alcançou 18,64%, caindo para 18,33% na segunda-feira e com perspectivas de mais quedas nos próximos dias, de acordo com publicação do jornal Tribuna da Bahia Preocupada com a constante redução do volume de água da Barragem de Sobradinho, a Agência Nacional de Águas (ANA) mudou as reuniões de avaliações, que eram feitas mensalmente para serem realizadas a cada 15 dias, com objetivo de monitorar de forma mais constante a situação do rio. Na última delas, além da manutenção da vazão de Sobradinho, em 800 metros cúbicos por segundo, a ANA determinou que somente em caso de comboios de navegação no Rio São Francisco, essa vazão poderá ser aumentada para o patamar de 1.300 metros cúbicos e somente no trecho entre Sobradinho e o porto de Juazeiro. Conforme os últimos relatórios da ANA, por causa da seca no Rio São Francisco, desde o último mês de junho que a vazão (saída de água) da Barragem de Sobradinho está sendo mantida em 800 metros cúbicos por segundo, 500 metros cúbicos a menos que o normal. Essa redução deverá ser mantida até o final de setembro, quando uma nova avaliação decidirá se haverá ou não nova redução ou se aguardará a chegada do período de chuvas, previsto para começar em outubro. No estudo feito pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) – denominado Prognóstico Climático para o Estado da Bahia – Agosto a Outubro de 2016 – a conclusão dos meteorologistas é que “as maiores probabilidades indicam chuvas de normal a abaixo da normal na maior parte da Bahia”, com destaque para o fato de que “no mês de outubro, quando tem início o primeiro período chuvoso do Estado, são esperados eventos de chuvas no oeste Baiano, com volumes pluviométricos variando entre 40 e 100 milímetros. 

Fonte: Bahia 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário