Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Teremos medidas impopulares 'a partir de certo momento', diz Temer

04 de Julho de 2016
Após receber carta de apoio de 46 entidades do agronegócio em evento em São Paulo, o presidente interino Michel Temer (PMDB) disse nesta segunda-feira (04) que o governo pode começar a adotar "medidas impopulares". "Estamos em um sistema de contenções. A contenção não começou a aparecer ainda. Mas a partir de certo momento começaremos com medidas impopulares", disse. Ele afirmou que "não teme" fazer isso, porque não tem intenções eleitorais. Temer não deu detalhes sobre a quais medidas se referia. As declarações foram dadas após questionamentos sobre se o reajuste ao funcionalismo aprovado na Câmara e que custará R$ 58 bilhões pode afetar a meta fiscal deste ano, de deficit de R$ 170 bilhões. Sem os aumentos, complementou, setores realizariam greves, algo "desastroso politicamente", admitiu. "Está tudo previsto no Orçamento e no deficit de R$ 170 bilhões", disse. O presidente não entrou em detalhes, mas um dos temores dos empresários é que uma das medidas seja aumento de impostos. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, não descarta a opção para poder aumentar a arrecadação do governo e melhorar as contas públicas. No encontro com o agronegócio, Temer disse que conta com a iniciativa privada para a recuperação econômica. "Ter lucro não é pecado". O interino disse que programas sociais como Minha Casa, Minha Vida e Bolsa Família são necessários, mas que "não há nada mais indigno que o desemprego". "Para recuperar o emprego, é preciso que a indústria cresça, o agronegócio cresça, o comércio cresça", afirmou. Temer disse que pretende viajar a diversos países para pedir o investimento estrangeiro no Brasil, depois de o Senado julgar em definitivo o processo de impeachment de Dilma Rousseff, caso confirme sua saída.

Fonte: Bocão News/Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário