Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Menino atropelado reencontra policial que se deitou no chão para acalmá-lo em São Paulo

23 de Fevereiro de 2016
Um vídeo viralizou nas redes sociais nesta semana e comoveu todo o país. Após ser atropelado por um caminhão sem freio em Votorantim, interior de São Paulo, o pequeno Álvaro foi acalmado pelo cabo da Polícia Militar, Toti, que deitou no asfalto e conversou calmamente com o menino até a chegada do resgate. Em conversa com o Hoje em Dia, Maria Àngela Rocha, mãe de Álvaro, explicou que o filho estava atrás da cachorra, que tinha fugido, e por isso foi atropelado. — O policial estava passando na rua, viu o acidente, entrou pela contramão e quando cheguei, ele já estava deitado acalmando meu filho. — Me emocionei muito com a cena porque é muito difícil alguém fazer isso pelo filho dos outros. No momento, me senti muito segura. Foi Deus quem colocou aquele anjo ali. Enquanto o menino queria levantar, o policial pedia que ele ficasse calmo e dizia que tudo daria certo, conta Álvaro. — Eu falei que estava sentindo dor nas costas. De acordo com o cabo Toti, o resgate demorou cerca de quatro minutos. — Nosso trabalho é esse diariamente. Temos que manter a tranquilidade no momento e tentar tranquilizar a família, como foi feito, para conseguir fazer com que a vítima tenha o melhor atendimento e o mais rápido. — Enquanto meu colega, [soldado] Pedrosa, fez o trabalho de acionamento de resgate, de pedir o apoio de outras viaturas para fechar a via pública, porque vinham mais carros, então havia também o perigo de um novo acidente, outro carro, de repente, até passar por cima dele, meu trabalho foi focado no menino. — Me abaixei para verificar como ele estava e vi que ele sangrava pela boca, então minha preocupação era saber se não havia nenhuma lesão interna com ele, por isso, pedia para ninguém tocar nele. Não se pode mexer na vítima neste caso, se não pode agravar a lesão que ele já sofreu. O cabo Toti e o soldado Pedrosa acompanharam Álvaro até sua chegada no hospital.

Fonte: Hoje em Dia/R7 Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário