Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Grosseria pega e se espalha feito vírus: quebre esse círculo vicioso

01 de Fevereiro de 2016
Quer melhorar sua relação com clientes, amigos e parentes? Aprenda a fugir de grosserias e de gente grossa, que vive soltando os cachorros. Sim, a grosseria pode pegar tanto quanto gripes, viroses, ou qualquer outra doença infectocontagiosa. Pesquisadores da Universidade da Florida, nos EUA descobriram que quando alguém é alvo de um comportamento rude, ou apenas testemunha algo do tipo, uma espécie de “vírus da hostilidade” se acende e vai se espalhando entre as pessoas. Mesmo sem querer você acaba passando esse comportamento adiante, para gente que não tem nada a ver, e essas pessoas, sucessivamente, vão aumentando a onda da grosseria entre os seres humanos. O que há de bom nisso? É que enxergando o problema e sabendo que a grosseria vai pegar em você, seu cérebro trabalha para se abster… e você pode ajudar a quebrar esse círculo vicioso. 

A pesquisa
A descoberta foi feita depois que os pesquisadores analisaram três estudos sobre esse comportamento. No primeiro, um grupo de voluntários presenciou uma figura de autoridade esbravejar com alguém que chegou atrasado, enquanto o outro viu de perto uma cena com uma atitude mais polida por parte da chefia. Depois disso, ambas equipes tiveram que identificar rapidamente sequências de letras em um texto, exercício neurológico conhecido como tarefa de decisão lexical. Os resultados finais do teste mostraram que as pessoas expostas a atitude grosseira encontraram mais rapidamente palavras de conotação rude no texto. No segundo trabalho científico, um grupo de participantes viu um vídeo que mostrava interações ríspidas entre colegas de trabalho, enquanto outros voluntários assistiram cenas de relações harmoniosas no escritório. Em seguida eles tiveram que responder e-mails para alguns clientes, que enviaram mensagens de forma muito rude, moderada ou normal. Segundo os pesquisadores, os voluntários que assistiam ao “vídeo grosseiro” foram mais suscetíveis a interpretar os e-mails normais e moderados com agressivos, e responderam de acordo. O último estudo submeteu os indivíduos à uma série de negociações com diferentes parceiros. Ao longo do experimento, os cientistas perceberam que quando um participante negociou com um colega esquentadinho, replicou a mesma atitude indelicada com o colega seguinte. De acordo com a pesquisa, o sentimento de hostilidade evocado pelo comportamento rude durou semanas. Portanto, pense bem antes de soltar os cachorros em alguém, porque uma “corrente da hostilidade” pode se iniciar e só Deus sabe onde isso vai parar. 
Foto: Reprodução

Fonte: Só Notícia Boa/GQ Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário