Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Caso Beatriz: Polícia diz que retrato falado do suspeito teve ajuda de três testemunhas, inclusive da mãe da criança

22 de Fevereiro de 2016
Na manhã desta segunda-feira (22), na sede da Polícia Civil em Recife foi divulgado para toda a imprensa o retrato falado do suspeito de ter assassinado ou participado do crime da garota Beatriz Angélica Mota, morta no dia 10 de dezembro de 2015, enquanto participava da festa de formatura de sua irmã no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina. Para se chegar a estas características do suspeito (foto acima), de acordo com o delegado Marceone Ferreira, foram ouvidas três testemunhas chaves, sendo uma delas, a mãe, Lúcia Mota. O delegado disse na coletiva que estas três pessoas viram esse mesmo elemento com atitudes suspeitas. O suspeito teria sido visto no banheiro feminino, no banheiro masculino várias vezes lavando as mãos e o rosto, e também parado por muito tempo próximo ao bebedouro do colégio. Ainda de acordo com Dr. Marceone, uma das testemunhas viu o suspeito saindo da sala onde o corpo de Beatriz foi encontrado que, inclusive, achou estranho o seu jeito e resolveu sair do local, retornando a quadra onde acontecia a festa. O delegado ainda confidenciou que uma das dificuldades de elucidar este caso, é que não havia controle dos convidados na festa e a precariedade do videomonitoramento da escola também não contribuiu. O chefe da polícia Civil de Pernambuco, Antônio Barros, que também participou da coletiva, disse que esse é o caso número 1 da polícia, e que a divulgação deste retrato falado é de suma importância para que se obtenham maiores informações para resolução do caso.

Fonte: Blog do Geraldo José

Nenhum comentário:

Postar um comentário