Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Menino com leucemia em Juazeiro-BA precisa urgente de doação de medula

04 de Janeiro de 2016
Uma campanha em prol de Glenn Lima Oliveira, de 11 anos, que sofre de leucemia e está em busca de um doador de medula óssea, vem mobilizado familiares e amigos do garoto em Juazeiro (BA). A iniciativa foi lançada nas redes sociais para que voluntários possam se cadastrar e, com isso, aumentar as chances de sobrevivência de Glenn. Ele foi diagnosticado com leucemia grave (LLA) tipo T em abril de 2015, está internado e precisa com urgência de um transplante de medula. O teste de compatibilidade pode ser feito em qualquer hemocentro do país. O possível doador deve fazer referência a teste de medula para Glenn Lima Oliveira. Em Juazeiro, as doações podem ser feitas no Hemoba, de segunda a sexta, das 07h30 às 11h30, e das 14h00 às 17h00, na Rua Joaquim Bispo dos Santos, sem número, bairro Santo Antonio – atrás do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ). Outras informações podem ser obtidas através do telefone (74) 3611-7532. Já em Petrolina, o Hemope fica na Rua Pacífico da Luz, no Centro da cidade, e funciona de segunda a sexta-feira das 7h30h às 12h. O telefone é o (87) 3861-7474. 

Para se tornar um doador de medula, são necessários os seguintes requisitos:
– Ter entre 18 e 55 anos incompletos, gozando de boa saúde; – Preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de uma amostra de sangue com 5 ml para testes de compatibilidade; – Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante; – Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação. Toda medula se recompõe em apenas 15 dias. A retirada da medula é feita de duas formas: Por meio de punções no osso da bacia ou por aférese; – Incluir os dados no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea).

Fonte: Blog do Carlos Britto

Nenhum comentário:

Postar um comentário