Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Juazeirense é vitima do “golpe da troca de envelopes” em agência do Banco do Brasil

13 de Janeiro de 2016
Correntistas que frequentam agências bancárias de Juazeiro-BA precisam ficar atentos, pois estão sujeitos a um golpe que é aplicado no momento de fazer depósitos nos terminais de autoatendimento. A ação é conhecida como “Golpe da troca de envelopes”, e tem sido comum nas agências bancárias brasil afora e, inclusive, aqui no Vale do São Francisco. É o que mostra um caso que aconteceu em Juazeiro na semana passada, mas que só foi percebido hoje. Apesar de escolher uma agência do Branco do Brasil localizada no centro da cidade, com câmeras, vigilantes armados e funcionários trabalhando, para fazer um depósito de R$ 500,00 na sua conta corrente, a jornalista de 24 anos, Yonara Santos, foi vítima do Golpe da troca de envelope . Segundo a vitima, na última quarta-feira (06) ela se dirigiu a agência 0009-8 do BB, localizada em frente a praça Antonílio da França Cardoso, por volta das 11h no horário da Bahia, para realizar um depósito. No momento da operação, um homem com aparentemente 40 anos, se dispôs a ajuda-lá sem que a mesma pedisse ou precisasse. “Eu sempre costumo fazer depósito usando o meu cartão, já que eu deposito na minha conta corrente. Mas esse homem, que já tinha me oferecido o lugar dele na fila, me disse que preenchendo os dados seria mais rápido. Imaginei que ele estava com presa e queria me ajudar a agilizar o deposito. Foi muito rápido, em momento nenhum percebi ou desconfiei que ele tinham tirado minha atenção e trocado os envelopes.”. Nessa terça-feira (12), ao perceber que o dinheiro ainda não tinha caído em sua conta, Yonara resolveu falar com gerente do banco, que a encaminhou para a supervisora de atendimento, Carla Santana. Segundo a supervisora, nos registros do banco o deposito estava classificado como cancelado, ao verificar o que teria acontecido, foi encontrado um envelope em branco, com papéis dentro. Para entender o que teria acontecido, os funcionários do banco verificaram as imagens das câmeras de segurança e constataram que a correntista tinha caído no golpe. “Esse tipo de crime infelizmente é muito comum aqui, e isso acontece durante o dia, com todos os funcionários na agência. O assaltante chama a atenção do correntista para a tela do caixa eletrônico e faz a troca dos envelopes. O que a gente orienta as vítimas, é que elas procurem a polícia e façam o boletim de ocorrência”. Declarou Carla. A vítima não teve acesso as imagens da câmera de segurança, mas se dirigiu a Polícia Civil da Bahia da 17ª COORPIN e prestou o B.O. Lá, ela foi informada que esse tipo de golpe, além de recorrente na região, é muito comum no período de fim e início do ano. Ela foi informada ainda, que a maioria das vitimas desse golpe não procuram a policia para realizar a denúncia. Para Yonara o que fica agora é a sensação de insegurança e o desejo de que outras pessoas não caiam nesse golpe. “O que mais me deixa triste, não é a perda do dinheiro, mas sim a insegurança que estou sentindo agora. A sensação que eu tenho é que a gente não está seguro em lugar nenhum. Fui vítima de um golpe em um lugar cercado de câmeras e com segurança. Espero que o responsável ou responsáveis sejam localizados, tenho certeza que não fui a primeira vítima deles e nem serei a última se ele/eles continuarem soltos.”, desabafou. 

Golpe da troca de envelope
Essa ação é conhecida como “Golpe da troca de envelope”, o assaltante percebe que a pessoa pega dentro da agência um envelope para depósito em dinheiro e nele coloca boa quantia. Acompanha-o, discretamente, até o caixa e se perceber que o cliente tem dificuldades para lidar com a máquina o que é bastante comum ─ oferece auxílio. A rede foi jogada. O estelionatário o distrai e na hora de inserir o envelope na máquina,troca, rapidamente, o que contem o dinheiro, por outro, do mesmo banco, mas que está vazio. Somente mais tarde o cliente irá descobrir que o dinheiro depositado não caiu na sua conta.

Fonte: Blog Ponto Crítico

Nenhum comentário:

Postar um comentário