Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Quadrigêmeos de Aliança-PE enfrentam desafios em uma semana de vida

13 de Outubro de 2015
Os quadrigêmeos de Aliança, Zona da Mata de Pernambuco, completam nesta quarta-feira (14) uma semana de vida ainda internados na UTI Neonatal do Hospital Agamenon Magalhães (HAM), na Zona Norte do Recife, onde nasceram. Além de superar esse momento delicado em razão da prematuridade dos bebês, os jovens pais Leandra Mendonça, 23, e José Dácio Lira, 22, têm outra dificuldade, que é a moradia inadequada para o crescimento repentino da família. Quando deixarem a maternidade, os irmãos e os pais seguirão para uma casinha humilde no quintal dos avós, em Caueiras, um povoado da cidade. “Já recebemos dois berços, onde inicialmente cabem os quatro, além de outras doações. O maior problema ainda continua sendo a casa, muito pequena, com apenas um quarto, uma cozinha e um banheiro”, conta Luciene Mendonça, irmã de Leandra. O pai das crianças é operador de máquinas numa usina de cana-de açúcar, em Carpina, na região onde reside. “Será bem-vindo o material para que eles construam num espaço maior”, lembrou Luciene. A tia estava animada nessa segunda (12) com a melhora apresentada por Laila Thaís, a terceira a nascer. Já respirava sem a ajuda de aparelhos e passou um tempo nos braços da mãe. Os demais, Jhonata Davi, Maria Júlia e Isabella Beatriz continuam precisando de suporte, sendo que um desses três bebês está mais frágil, entubado. O hospital informa, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde, que não há previsão de transferência das crianças da UTI para o alojamento conjunto com a mãe. Eles precisam ganhar peso e ter normalizada a função respiratória. Os bebês foram gerados sem inseminação artificial, de óvulos distintos. A gestante foi internada no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), na Encruzilhada, e depois transferida ao Agamenon Magalhães por falta de vagas na UTI Neonatal do Cisam. O parto foi cesariano. Os dois serviços são voltados à gestão de alto risco, como a gravidez de múltiplos. Doações podem ser entregues na recepção da maternidade do HAM, na Tamarineira, Zona Norte do Recife. Fraldas, material de higiene pessoal e limpeza são aceitos. O hospital também aguarda doações de leite materno, para reforçar o estoque do seu banco, uma vez que as crianças podem precisar. Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato pelos números (81) 99443-9493 (Leandra) e (81) 99364-1828 (José Dácio). 

Fonte: JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário