Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Preso que usou máscara e se vestiu de senhora já tentou fugir 2 vezes

26 de Outubro de 2015
O preso de 44 anos que tentou fugir do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia , na Região Metropolitana da capital, usando uma máscara com o rosto de uma idosa já tentou escapar outras duas vezes, segundo a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap). Ele foi impedido de sair no domingo (25), após um servidor desconfiar do andado da “senhora”. De acordo com a Polícia Civil, valor do disfarce pode chegar a R$ 5 mil. "Ele está preso há mais de 10 anos. Nesse tempo ele já tentou fugir outras vezes. Uma das vezes ele chegou a tentar pular o muro, mas essa foi a mais inusitada", disse o diretor regional metropolitano, Leandro Ezequiel. Diante das várias tentativas de fuga, o diretor explicou que o detento vai ser transferido para o Núcleo de Custódia. A área é considerada a de maior segurança dentro do presídio. A Seap ainda investiga como o reeducando conseguiu o material. “No domingo só é permitida a entrada de alimentos para os presos, Então vamos apurar desde quando essa máscara está lá e como ela entrou”, disse o diretor. No dia da tentativa de fuga, cerca de 2 mil mulheres estavam visitando presos. Para o delegado responsável pelo caso, Diogo Rincon, do 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, a tentativa de fuga chamou a atenção. “Eu nunca vi um caso desses. É surpreendente essa ação, a ideia do detento, apesar de não ser difícil encontrar esse tipo de máscara na internet. Temos informações de que elas valem entre R$ 4 mil e R$ 5 mil”, disse. O próximo passo das investigações, segundo o delegado é ouvir o preso e os servidores do presídio. Também terão que prestar depoimento pessoas que estão cadastradas para visitar o interno. 
Tentativa
O interno tentou fugir no domingo (25), durante a saída dos visitantes. Ele usava uma máscara de silicone com feições de uma idosa e roupas femininas. Na ação, o homem tentou se misturar com, mas a ação foi percebida por um segurança, que desconfiou da maneira como a “senhora” caminhava. A máscara, feita com silicone, tem diversos traços que tentam se assemelhar à pele humana. O disfarce tinha uma peruca grisalha, manchas e rugas na pele e até uma verruga. De acordo com a Seap, um dos agentes desconfiou do preso, pois o andado não era semelhante ao de uma idosa. A instituição destacou que a tentativa de fuga é uma “falta grave, prevista na Lei de Execução Penal”. Por isso, o fato foi comunicado “às autoridades policiais e procederá à aplicação das sanções disciplinares, que neste caso preveem isolamento por 30 dias e restrição de visitas”.
Fonte: G1 GO/You Tube

Nenhum comentário:

Postar um comentário