Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

sábado, 31 de outubro de 2015

Delegado de Sobradinho-BA explica atuação da Polícia nas investigações da morte de criança por maníaco preso em Petrolina

31 de Outubro de 2015
Cícero José da Silva
O programa Geraldo José dessa sexta-feira (30) entrevistou o Delegado do município de Sobradinho -BA, Raniere Barbosa. Na oportunidade, o Delegado deu mais esclarecimentos sobre as investigações que envolvem a morte de uma criança em Sobradinho, ocorrida no mês de agosto deste ano, confessada pelo presidiário Cícero José da Silva, também autor do assassinato de uma criança em Petrolina neste mês. De acordo com Raniere Barbosa, quando aconteceu a morte da criança em Sobradinho duas pessoas, entre elas Cícero José, foram apresentadas à Delegacia sob ameaça de linchamento. Na ocasião, segundo o delegado, após serem colhidas informações junto ao médico legista e confirmada a morte da criança por afogamento, os envolvidos foram liberados. Sobre a atitude da polícia em liberar os suspeitos, o delegado afirmou que “O meu ato foi referendado pelo Ministério Público. As pessoas que poderiam questionar a minha conduta era o Ministério Público e a Justiça e eu já sei qual o entendimento deles, que é o entendimento da Lei. As pessoas foram ouvidas e apresentadas ao Ministério Público antes de fazermos a liberação. O Ministério Público ratificou nosso entendimento que nós estávamos respaldados na Lei e eles foram liberados. Quase 50 dias depois e o suspeito confessou o crime em Petrolina”. De acordo com Barbosa, o inquérito sobre o caso não foi concluído e a polícia continua buscando novas provas contra o presidiário Cícero da Silva. ”Nosso inquérito ainda não foi concluído. Nós solicitamos outros exames laboratoriais e esses exames não foram enviados ainda. Nós estamos aguardando os exames para juntarmos a outras peças informativas. O caso está correndo em caso de segredo de justiça porque se trata de uma criança. Logo que se conclua o caso, voltaremos a imprensa para esclarecer os fatos”, afirmou. O delegado declarou que Cícero ficou preso durante nove anos acusado de um crime contra um menor de idade na cidade de Jacobina. “É uma pessoa que tem um distúrbio mental voltado a cometer crimes contra crianças. Nós estamos trabalhando com o intuito de que a Justiça tenha em mãos os elementos capazes de levá-lo a uma condenação”, concluiu. 
Por Alinne Torres

Fonte: Blog do Geraldo José

Nenhum comentário:

Postar um comentário