Petrocar Transportes

Petrocar Transportes

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

'Se não conseguir voto em fevereiro, não vota mais', diz Maia sobre Previdência

16 de Janeiro de 2018
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (16) que, se o governo não conseguir os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência em fevereiro, a Câmara não votará mais a proposta. Pelo cronograma anunciado por Maia ainda no ano passado, a discussão sobre a reforma está marcada para o próximo dia 5 de fevereiro e a votação, para 19 de fevereiro. A proposta só será aprovada se tiver o apoio mínimo de 308 dos 513 deputados, em duas votações. "Na minha opinião, se não conseguir voto em fevereiro, não vota mais. Depois, nós vamos ter outras agendas que precisam avançar", disse Rodrigo Maia, acrescentando que há medidas provisórias na pauta, além do projeto que restringe o chamado foro privilegiado. Maia está em Washington, nos Estados Unidos, em viagem oficial com um grupo de deputados. Ele deu a declaração durante entrevista a jornalistas brasileiros após compromisso na Comissão Eleitoral Federal (FEC) do país.

'Nenhum tipo de otimismo'
Mais cedo, nesta terça, o presidente da Câmara já havia dito, durante um discurso, que tem dado andamento à agenda da reforma, mas "sem nenhum tipo de otimismo". Segundo ele, a fala não foi pessimista, mas, sim, realista, acrescentando que não poderia mentir sobre a situação porque "já tem muito político mentiroso" no país. "Não fiz discurso pessimista, não posso ir para nenhum ambiente no Brasil ou no exterior e mentir. Já tem muito político mentiroso no Brasil", afirmou. 

Rearticulação da base
O presidente da Câmara voltou a defender nesta terça a necessidade de rearticulação da base aliada a fim de o governo conseguir o número necessário de votos. Pelos cálculos de Rodrigo Maia, a base aliada ao presidente Michel Temer conta com 250 a 260 deputados e precisaria chegar a algo em torno de 330. "Como está no limite dos 308, não precisa de 3/5 de cada partido da base, mas de 90% dos partidos da base", afirmou. 

Vice vê apoio menor
Vice-presidente da Câmara, o deputado Fábio Ramalho (PMDB-RJ), que ocupa interinamente a presidência da Casa na ausência de Maia, considera que o apoio à reforma da Previdência será “pior” na volta do recesso parlamentar, a partir de fevereiro. “Eu sou favorável à reforma, mas o governo não soube comunicar. Talvez vai voltar [do recesso] pior do que estava [em termos de votos]. O governo não passou a comunicação como deveria”, disse ao G1. Na avaliação de Ramalho, o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de risco Standard&Poor's (S&P) não mudará a opinião dos deputados sobre a necessidade de aprovação da reforma. Quando tomou a decisão, na última semana, a agência apontou como "uma das principais fraquezas do Brasil" o atraso na aprovação de medidas que reequilibrem as contas públicas.

Fonte: G1

Polícia Militar prende traficantes com mais de 28 kg de maconha no N-7, em Petrolina

16 de Janeiro de 2018
Policiais militares da Rondesc prenderam no início da madrugada dessa segunda-feira (15), no Núcleo 7 do Projeto Senador Nilo Coelho, zona rural de Petrolina, Josildo Barbosa de Lima, de 42 anos, acusado de tráfico de droga. Na residência do mesmo, os policiais da Rondesc encontraram 28,5 quilos de maconha pronta para consumo. A prisão se deu após a informação repassada por Alessandro Pereira de Souza, de 38 anos, que também foi detido com uma pequena quantidade de maconha. Além da erva, os policiais também encontraram duas balanças de precisão. Os dois detidos foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia Civil para adoção das medidas cabíveis. 
Imagem: Reprodução/WhatsApp

Fonte: Blog Diniz K-9

Dinamarca oferece bolsas de mestrado e PhD só para brasileiros

16 de Janeiro de 2018
O governo da Dinamarca abriu uma seleção para oferecer bolsas voltadas para alunos de mestrado e PhD interessados em estudar no país por meio do programa Danish Government Scholarships. Chamadas de Danish Government Scholarships, as bolsas propiciam aos candidatos passar entre 05 e 12 meses em instituições de ensino superior do país europeu. Para estar apto a concorrer às vagas, o participante deve estar matriculado em uma instituição brasileira e desenvolvendo um projeto de mestrado ou doutorado. Para concorrer as vagas, os candidatos devem encaminhar os documentos solicitados até 01 março de 2018 para a Agência Dinamarquesa de Ciência e Educação Superior através do e-mail kulturaftaler@ufm.k 
Outras informações podem ser encontradas na página oficial do programa.

Fonte: Diário de Pernambuco

HU de Petrolina aponta que em 2017, dos mais de 7 mil pacientes da unidade vítimas de acidentes, mais de 5 mil com moto

16 de Janeiro de 2018
Uma triste e preocupante estatística foi divulgada pelo Hospital Universitário Dr. Washington Barros da Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), em Petrolina-PE. Das 7.841 vítimas de acidentes terrestres levadas para a unidade no ano passado, 5.766 tiveram como causa, acidentes de moto. Os números são absurdamente impactantes e precisam ser levados muito à sério pelas autoridades e por quem utiliza esse meio de transporte. Os condutores precisam se conscientizar que ao pilotar uma moto sem a devida segurança, coloca em risco não só sua vida na maioria das vezes. Enxergarem também que dependendo da gravidade, o ferido em acidente envolvendo motocicletas, irá carregar sequelas para sempre no corpo, quando não sejam vitimas fatais. Sem falar que os custos públicos com esses tratamentos, são muito altos, desfalcando verba pública para pacientes de outras enfermidades. Portanto, vamos ter mais atenção e prudência ao subir numa moto.

Fonte: Blog Petrolina em Destaque

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Espaço do Leitor: "Educação..."

11 de Janeiro de 2018

Monteiro Lobato, um dos mais conceituados escritores infantis, disse: “Um país se faz com homens e livros.” Que palavras impactantes! As nações que se envolveram na segunda guerra mundial, mais especificamente o Japão, voltou arrasado do conflito, as cidades de Nagasaki e Hiroshima foram fortemente atingidas. Hoje, nem parece que esse povo sofreu qualquer tipo de bombardeio. Houve uma evolução tecnológica e educacional incrível. Esse lugar asiático mais do que tudo prioriza a educação. Os governantes sabem que a mola que leva ao desenvolvimento econômico e social, está numa educação de qualidade. As crianças já são direcionadas na escolha da profissão, não dão um tiro no escuro. É por isso que há um crescimento gigantesco no PIB e na economia do país. A abrangência desse crescimento é tão gigantesca, que aos olhos de outras nações o Japão já é uma ameaça em relação à Europa e aos Estados Unidos. Esse salto de qualidade deve-se, sobretudo, aos investimentos em tecnologias de ponta e ao ensino eficiente. É visível essa situação, o nosso Brasil não coloca em primeiro plano a educação, a maior evidência é o não cumprimento das próprias leis aprovadas pelos congressistas em favor dos professores e alguns governadores caminham nessa mesma direção, com argumentos e instrumentos que dificultam a vida dos educadores. Além disso, os gestores (uma boa parte) dos municípios dizem que não há como arcar com a folha de pagamentos dos servidores e por trás de uma responsabilidade fiscal não cumpre com seu papel no setor educativo. Subestimam a inteligência do povo, somos sabedores que a educação tem uma verba própria que é o FUDEB. É fato, por conta dessas coisas desagradáveis, está tendo uma evasão escolar muito grande nas disciplinas de matemática, química e física. Os vestibulandos ou quem opta pelo Enem não querem mais essas áreas, tendo em vista os baixos salários e não são valorizados pelos alunos e muito menos pelos governantes. Enquanto o país não despertar pra essa realidade, sempre seremos vistos apenas como uma nação que se preocupa apenas com samba, futebol e carnaval e ficamos alheios às questões mais importantes. Qualquer pessoa tem livre arbítrio para apreciar qualquer tipo de entretenimento, mas tudo tem seu lugar e importância na esfera organizacional de um Estado. Em suma fica assim: “Você faz de conta que aprende e eu faço de conta que ensino”. O problema emblemático de nosso país se chama impunidade e corrupção, somos frutos de um país em que a Constituição Federal é desrespeitada e rasgada, esse reflexo da omissão e descaso a gente vê no caso dos envolvidos em algum ato ilícito que se arrasta com recursos e manobras nos tribunais em favor dos que lapidaram o erário. Quando um dia tratarem os educadores como se tratam os políticos e no sentido de melhorarem seus vencimentos e seus direitos concernentes à valorização da categoria, ai sim, o Brasil dará um salto de qualidade e teremos uma nação mais livre e democrática, onde as desigualdades sociais serão mais equilibradas e uma divisão de renda mais justa. Contudo, o que vemos diariamente são escândalos a céu aberto, é como se o país não tivesse comando e, não vemos uma ação que venha neutralizar essas práticas criminosas. Causa-me repulsa e a aos brasileiros ver tantas injustiças absurdas e não vemos um judiciário mais enérgico. Tantas pessoas citadas nas delações, diversas vezes há tantos anos e não vemos uma atitude do STF (instância maior), mais rígida, com o rigor e exigência da lei, onde se for condenado, não cabe mais recursos. É uma estranheza profunda não entender porque essas pessoas acabam com a nação, desviam milhões, matam os sonhos e as perspectivas de todos os brasileiros e ficam impunes. Acredito que chegará um ponto em que as pessoas não vão aguentar tanto sofrimento. E quando vemos uma revolta por parte dos policiais e inconformismo generalizado por parte das nossas instituições de segurança clamando por melhores condições de trabalho e um salário mais justo e digno, é porque estamos chegando a um caos sem precedentes. Lembro-me da revolução francesa de 1799 e a revolução russa, há uma semelhança em relação ao que está acontecendo com o nosso povo. Cresce a cada dia, embora silenciosamente, um sentimento de revolta nas pessoas. Vemos claramente os internautas reagindo nas redes sociais, nas mais diversas formas. Existe um senso de justiça aumentando consideravelmente com uma força incontrolável. Reflitam aqueles que dizem ser representantes políticos, porque o tecido social não vai suportar por muito tempo os desmandos desse país, chamado Brasil. 
Por Antonio Damião Oliveira da Silva - Guarda Municipal de Petrolina - Graduado em Matemática pela FFPP

Fonte: Blog Diniz K-9

Após serviço da Compesa, comunitário cobra por pavimentação asfáltica destruída

11 de Janeiro de 2018

O comunitário Léo Vinicius vem através de nosso blog cobrar um posicionamento da Compesa e da Prefeitura de Petrolina, pois segundo ele está sendo finalizado um serviço pela companhia de água e esgoto na Avenida 2 do Bairro Vale do Grande Rio, avenida essa que era coberta por pavimentação asfáltica, e que teria sido totalmente destruída para a realização do serviço.
Imagens: Reprodução: WhatsApp/You Tube

Fonte: Blog Diniz K-9

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Compesa afirma que o abastecimento d’água já está sendo normalizado em Petrolina

08 de Janeiro de 2018
Depois de um final de semana de constantes interrupções no fornecimento d'água em alguns bairros de Petrolina, devido manutenção da tubulação na Avenida da Integração, a Compesa afirmou em nota enviada à imprensa, que a normalização do abastecimento já está em andamento, e que o prazo para que a pressão nas torneiras esteja dentro da normalidade é de até 72 horas.

"A Compesa esclarece que o abastecimento d’água está sendo normalizado nos bairros que sofreram interrupção durante o final de semana, devido aos serviços de reparos em uma tubulação na Avenida da Integração, que se rompeu. O volume de água observado no local do acidente é um procedimento normal quando ocorre estouramento de tubulações. Mesmo com o sistema desligado, uma tubulação desse porte, de 440 mm, passa por um período de esvaziamento para o início dos trabalhos, uma vez que não há condições técnicas que permitam a realização de serviços dessa natureza com a tubulação em carga (cheia). A Compesa, desde o momento em que tomou conhecimento do acidente, adotou todas as providências para a execução dos trabalhos. Equipes e equipamentos foram mobilizados durante todo o final de semana para que os serviços fossem finalizados com brevidade. O abastecimento de água foi restabelecido às 19h do domingo, dia 7/01, onde as pressões estão sendo normalizadas. Apesar do abastecimento já estar sendo realizado para toda a cidade nos horários de pico, as pressões poderão demorar até 72 para normalizar nos bairros mais distantes. "
Ascom Compesa/Imagem: Reprodução/WhatsApp

Fonte: Blog Diniz K-9

Apoio à Pena de Morte bate recorde entre brasileiros, aponta o Datafolha

08 de Janeiro de 2018
Em nove anos, o apoio da população à aplicação da pena de morte no Brasil cresceu, de acordo com uma recente pesquisa Datafolha. Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados se disseram favoráveis à adoção da penalidade capital. Em 2008, data da última pesquisa do instituto sobre o tema, 47% tinham a mesma opinião. Esse é o recorde numérico desde que a questão passou a ser aplicada pelo Datafolha, em 1991. Mas empata na margem de erro –de dois pontos percentuais, para mais ou para menos– com os percentuais de 1993 e 2007, quando 55% da população se disseram favoráveis à punição. A pena de morte não é aplicada no país, embora esteja prevista no inciso 47 do artigo 5º da Constituição em período de guerra declarada. A última em que o país entrou foi a Segunda Guerra Mundial. Em 2015, pela primeira vez em mais de 150 anos, brasileiros foram mortos por terem sido condenados à pena capital. As execuções de Marco Archer, em janeiro, e depois a de Rodrigo Gularte, ambas na Indonésia, foram as primeiras de brasileiros no exterior. Já no Brasil, a última execução de um homem livre condenado à morte pela Justiça Civil aconteceu em 1861, na província de Santa Luzia, que deu origem à cidade de Luziânia, no entorno do Distrito Federal. 

Pena de Morte
De acordo com o Datafolha, que entrevistou 2.765 brasileiros em 192 municípios nos dias 29 e 30 de novembro passado, 39% da população são contrários à punição. Além disso, 1% se declarou indiferente, e outros 3% não souberam responder. De acordo com a pesquisa, o apoio à pena de morte é maior entre os brasileiros mais pobres. Entre aqueles com renda mensal de até cinco salários mínimos (ou R$ 4.770), o apoio é de 58%. Ele recua para 51% na faixa dos cinco a dez salários (R$ 9.540) e cai ainda mais entre a parcela mais rica, indo para 42%. Mulheres tendem a apoiar menos a punição capital, com 54% de apoio, ante 60% dos homens. Já em relação à idade, a faixa etária que mais apoia a execução de condenados é a de 25 a 34 anos, em que 61% se disseram favoráveis à proposta. Os idosos, acima de 60 anos, são os menos propensos a aceitar a adoção da punição, com 52% de apoio. Os ateus são o grupo que menos apoia a pena de morte. Apenas 46% deles se declararam favoráveis. Já entre os adeptos das principais religiões brasileiras, são os evangélicos aqueles mais reticentes com relação ao tema: 50% são favoráveis, contra 45% contrários (4% não souberam responder e 1% se disse indiferente). Já os católicos são o que mais defendem a punição: 63% são favoráveis, ante apenas 34% contrários. 

Fonte: Folha de SP

Bolt quer jogar no United, mas anuncia que fará testes em outro clube

08 de Janeiro de 2018
Aposentado do atletismo desde agosto do ano passado, Usain Bolt nunca escondeu seu sonho de virar jogador de futebol e, nesta segunda-feira, anunciou que fará os primeiros testes para tanto. Em entrevista ao jornal britânico Daily Express, a lenda jamaicana afirmou que passará por uma peneira no Borussia Dortmund, que ocupa atualmente a terceira colocação do Campeonato Alemão, em março. "Isso vai determinar o que eu vou fazer com a minha carreira, que caminho isso vai levar. Se eles disserem que sou bom e que preciso de um pouco de treinamento, vou fazer isso", revelou o, por ora, ex-atleta. "Isso me deixa nervoso. Eu não fico nervoso, geralmente, mas isso é diferente, é futebol agora. Vou levar um tempo para me adaptar, mas assim que eu jogar algumas vezes, vou me acostumar. Foi o mesmo quando comecei no atletismo. Fiquei nervoso por um tempo até que eu me acostumasse com tudo", seguiu. Aos 31 anos, Bolt, que já ganhou oito medalhas de ouro olímpicas, nunca escondeu, entretanto, sua preferência por outro clube: o Manchester United. Torcedor confesso dos Diabos Vermelhos desde criancinha, o jamaicano diz que ainda sonha em jogar com a camisa vermelha em Old Trafford. "Um dos meus maiores sonhos é assinar pelo United. Se o Dortmund disser que sou bom o bastante, vou treinar duro. Eu falei com Alex Ferguson e ele me disse que se eu me preparar fisicamente e estiver pronto, ele verá o que vai fazer por mim", comemorou. "Eu assisto muito futebol, eu entendo bem, jogo. Com treinamentos, eu posso ser bom. Eu e o Pogba conversamos muito. Eu assisto e lhe faço muitas perguntas. Eu quero jogar, mas tem que ser em uma liga 'top'. Não me contento em ser mediano", finalizou.

Fonte: ESPN/MSN

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Campeã olímpica Maurren Maggi contrai leishmaniose durante reality show da Band

04 de Janeiro de 2018
Maurren Maggi usou seu Instagram para noticiar que teve o diagnóstico de leishmaniose confirmado. Ela contraiu a doença durante a participação do reality show Exhatlon Brasil, da Band, que foi gravado na República Dominicana. "Eu não sabia que ia dar a repercussão por conta da leishmaniose A gente não sabe ainda como é", contou. "Eu ainda estou com dor na perna, tomando um antibiótico forte, semana que vem farei mais um monte de exames e também vou fazer biópsia. Agora estou descansando", disse a ex-atleta em vídeo. A leishmaniose é uma doença causada por protozoário parasita e é contraída por picadas de insetos. Há três tipos de variações: cutânea, monocutânea e visceral. E cada uma delas pode desencadear diferentes sintomas, como úlceras dérmicas ou na pele, febre e diarreia. Campeã olímpica de salto em distância em Pequim (2008), a ex-atleta diz não ter se arrependido de participar do programa da Band. "Eu não me arrependo, eu só quero ficar curada e começar a contar o que aconteceu por lá. Estou só esperando sarar para poder conversar". Foi o que informou o Diário de Pernambuco.

Fonte: Diário de Pernambuco/Blog do Ivonaldo Filho

Como a tatuagem pode afetar a sua transpiração

04 de Janeiro de 2018
Quem decide fazer uma tatuagem já sabe que é uma escolha para o resto da vida. A não ser que você aceite sentir mais dor ainda para apagá-lo com laser, o desenho ficará eternamente estampado em sua pele. Mas, segundo um novo estudo, não é só a imagem que ficará permanentemente em seu corpo --parece que a tatuagem também pode alterar a fisiologia da sua pele. De acordo com uma pesquisa recente, publicada no periódico "Medicine & Science in Sports & Exercise", as quantidades de suor e de sódio liberados durante a transpiração são alteradas quando a pele é tingida. Isso porque, para fazer uma tatuagem, a tinta é inserida em uma camada da pele chamada derme, onde também estão presentes as glândulas sudoríparas. Uma vez detectada como intrusa no corpo, a tinta pode atrapalhar o funcionamento dessas produtoras de suor. Para analisar o papel da tatuagem na transpiração, a pesquisa comparou a quantidade de suor secretada em pessoas com e sem tatuagens. O resultado mostrou que os tatuados produziram menos que a metade do suor liberado pelas pessoas com peles sem tinta. A composição do suor entre elas também era diferente, segundo os cientistas. As peles tatuadas liberaram o dobro de sódio, quando comparadas às sem tinta. Segundo o autor do estudo, Maurie Luetkemeier, existem duas explicações possíveis para essa reação: parte da tinta inserida na derme pode bloquear algumas glândulas sudoríparas ou --e essa é a opção preferida do autor-- as células inflamatórias ativadas durante a aplicação da tatuagem podem alterar o ambiente químico da derme, retardando a resposta das glândulas e afetando a quantidade de sódio que é liberada pelas células durante a transpiração. Contudo, apesar dos resultados do estudo, o Dr. Luetkemeier acredita ser improvável que a tatuagem atrapalhe a transpiração corporal. “É muito difícil que esse processo contribua para um superaquecimento ou outros problemas durante o exercício”, diz ele. “Em casos mais graves, como em peles que sofreram queimaduras severas e perderam as glândulas sudoríparas nas áreas afetadas, o corpo compensa o problema, liberando.

Fonte: Viva Bem/UOL

O caminho que os remédios percorrem dentro de você

04 de Janeiro de 2018
Depois que engolimos os remédios, qual é o caminho que eles percorrem no nosso organismo antes de finalmente agirem contra a doença da vez? Sejam comprimidos, drágeas ou cápsulas, eles passam por poucas e boas até atingirem seu objetivo final. A gente explica! 
Olha só: 

1. Porta de entrada
Comprimidos, drágeas e cápsulas acessam o corpo pela boca. Há alguns comprimidos mastigáveis ou sublinguais em que a absorção é bem rápida e ocorre logo de cara. Eles são usados em situações de emergência, como um infarto. 
2. Túnel até a barriga
Os medicamentos passam pela garganta, descem pelo esôfago e chegam ao estômago. Lá, o ácido clorídrico quebra o comprimido em pedaços menores. As drágeas e cápsulas são resguardadas por películas, e isso impede que elas sejam destruídas nessa fase. 
3. Prontos para ação
A etapa final do processo acontece no duodeno, o primeiro trecho do intestino delgado. Cápsulas e drágeas finalmente perdem seu envoltório e são assimiladas. A digestão dos comprimidos, que se iniciou no estômago, também é finalizada. 
4. Missão dada…
Os princípios ativos caem na corrente sanguínea e passam a circular pelos vasos. Quando chegam ao local em que vão agir, se ligam a receptores presentes na superfície das células e desencadeiam uma série de reações. Sua missão terapêutica está cumprida.
Por André Biernath

Fonte: MSN

Lideranças protestam em frente a Compesa em Petrolina e detonam órgão

04 de Janeiro de 2018
Diante da situação vivenciada pelos moradores de bairros de Petrolina que vem sofrendo a falta de água constante e esgoto estourado por todos os lados os líderes comunitários se uniram para realizar um manifesto contra a atuação da Compesa. O ato aconteceu na manhã dessa quarta-feira (03), às 07h00. A intenção de acordo com os líderes, era chamar atenção para o péssimo serviço da empresa na cidade, já que constantemente a população tem sofrido. Eugênio Alves é presidente da Associação do João de Deus lembrou que as lideranças resolveram se unir por se sentirem prejudicados com o atendimento da Compesa nos últimos dias. "Na comunidade do João de Deus além da falta de água nós sempre tivemos a dificuldade com as desobstruções dos esgotos e o que foi orientado pela Compesa é que para obter esses serviços nós deveríamos fazer uso do 0800 para gerar o número de protocolo e ter o atendimento. Mas na última sexta-feira eu fui surpreendido com uma suposta liderança comunitária acompanhando um caminhão da Compesa, e dizendo para a população que número de protocolo não iria valer de nada, o que vale é a força de um deputado filho de Petrolina, dentro da Compesa e não há necessidade de as pessoas ligarem para o 0800, e isso me causou revolta e me trouxe até aqui.Então a Compesa está agindo com dois pesos e duas medidas?", questionou. Outro fato que chama atenção é o São Gonçalo, moradores receberam na conta de água 80% de taxa de esgoto, mas segundo a líder Socorro Souza disse que por todo o bairro o que mais tem é esgoto estourado. "A rua 19 tem anos, e já tem um ano que foi feita a licitação para vir uma bomba e até hoje não chegou, mas a taxa chega todo mês. Estamos aqui fazendo um movimento pacífico, mas fomos recebidos por uma tropa de choque da Polícia Militar, GATI e tudo mais, não somos vândalos, são lideranças comunitárias buscando um objetivo único para a população". As lideranças também cobraram não apenas atitude do órgão, mas principalmente da prefeitura para que se posicione diante do descaso. Os mesmos relataram que existe um jogo de empurra empurra da Compesa para a prefeitura. O bairro Mandacaru chegou a ficar dezoito dias sem água, mas quando chega nas torneiras não tem pressão suficiente, segundo Pedro Japão - liderança do bairro. "É uma calamidade, não aguentamos mais, enquanto isso as comunidades clamam, imploram e pedem por água que água é vida. Eu não tenho prazer mais de tomar um banho de chuveiro na minha casa, isso é falta de responsabilidade. Queremos quem seja de fato e direito seja municipal ou estadual que assuma o problema e possa arcar com os seus compromissos que as pessoas estão sofrendo. Chega, não suportamos mais isso", desabafou. Fora da cidade o gestor João Rafael garantiu receber os líderes na terça-feira (09), às 10h00.

Fonte: Nossa Voz/Grande Rio FM

Tratamento genético para cegueira custará US$ 850.000, se funcionar

04 de Janeiro de 2018
Um tratamento genético transformador para uma forma rara de cegueira hereditária custará, nos EUA, US$ 425.000 por olho ou US$ 850.000 para os dois olhos. O anúncio foi feito pela Spark Therapeutics, pequena empresa de biotecnologia que está lançando o medicamento. Desde que o Luxturna foi aprovado pelo órgão do governo americano que regula alimentos e remédios (FDA), as especulações em torno do preço aumentaram, dado que o tratamento seria um dos primeiros da leva de medicamentos que produzem resultados notáveis após uma única aplicação - com custo correspondente. Em esquema inédito, a Spark vai oferecer descontos, dependendo se o medicamento funciona ou não inicialmente e se continua eficaz para os 1.000 a 2.000 pacientes nos EUA que sofrem de uma desordem na retina causada por um gene mutante. "Acreditamos que esse preço reflete não somente o valor transformador e que muda a vida de quem usa o Luxturna uma só vez, como também permitirá que continuemos investindo e ampliando a ciência revolucionária por trás não só do Luxturna mas do resto dos produtos que estamos desenvolvendo", afirmou o presidente da empresa, Jeff Marrazzo. 

Nova forma de pagamento
O desconto com base em eficácia é diferente do esquema de venda da maioria dos remédios. Nos EUA, as operadoras de seguro saúde costumam pagar por medicações durante a doença ou durante a vida do paciente, no caso de problemas crônicos. O tratamento único era um desafio porque o custo seria coberto por uma seguradora ou um governo, enquanto o benefício poderia ir para outro quando o paciente trocasse a cobertura do plano. Para atenuar essa dinâmica, a Spark está lançando diversos programas para distribuir o custo ao longo dos anos ou devolver valores se os benefícios diminuírem com o tempo. Por exemplo, a empresa revela que está discutindo um programa com o centro de serviços de saúde pública do governo dos EUA que dividiria o pagamento do Luxturna por vários anos, embora o tratamento só seja ministrado uma vez. Não foram revelados o número de prestações nem quanto tempo levaria para pagar totalmente pela medicação. Em um acordo com a seguradora Harvard Pilgrim Health Care, que atua na região de Boston, a Spark receberá o pagamento à vista. Se o paciente não tiver benefício imediato (medido em 30 dias) ou no longo prazo (medido em 30 meses), a Spark devolve parte do dinheiro. A companhia também propôs vender o tratamento genético diretamente a seguradoras ou farmácias especializadas, o que evitaria o processo atual, que exige que hospitais ou provedores de serviços de saúde comprem medicamentos caros à vista. A Spark trabalha com a Express Scripts Holding para chegar a um acordo e também negocia com outros planos de medicamentos. 

'Produto revolucionário'
A Express Scripts critica abertamente o custo elevado dos remédios nos EUA, mas afirma que o tratamento da Spark é exceção. "Muita gente esperava que isso custasse mais de US$ 1 milhão", disse Steve Miller, diretor médico da empresa. "No fim das contas, é um produto revolucionário e acho que será coberto pela maioria dos planos." Talvez o maior desafio da Spark seja encontrar pacientes para tratar. Entre as milhares de pessoas afetadas, poucas passaram por testes e confirmação da doença porque, como não havia cura, não havia incentivo para o diagnóstico. 
Com a colaboração de Robert Langreth/Michelle Fay Cortez

Fonte: Bloomberg/UOL

Prefeitura de Petrolina disponibiliza serviços odontológicos gratuitos no Lions Clube

03 de Janeiro de 2018
A Secretaria de Saúde de Petrolina já iniciou o ano com ampliação de serviços para a população. Através de uma parceria com o Lions Clube, serão oferecidos serviços gratuitos de odontologia, todos os dias. O atendimento já acontecia no local, porém, apenas duas vezes por semana. Serão distribuídas 12 fichas por turno. De acordo com a diretora de saúde bucal, Roberta Teixeira, o objetivo é facilitar o acesso da população aos serviços de saúde. “Nós ampliamos essa parceria para que toda comunidade possa ser atendida. Eles vão disponibilizar os consultórios e a Prefeitura vai entrar com os profissionais e os materiais”, frisou. Nas segundas-feiras o atendimento funcionará pela manhã, já nas terças, quartas e quintas serão os dois turnos; e na sexta somente a tarde. Os interessados devem apresentar documento de identificação e cartão do SUS. Não é necessário agendar o atendimento. 

Lions Clube
O Lions Clube de Petrolina, foi fundado em 03 de fevereiro de 1973, e tem o objetivo de prestar serviços à comunidade mais carente. O Clube está localizado na Avenida da Integração, Nº 312- Bairro Dom Malan.

Fonte: Blog Petrolina em Destaque

Vereador é morto a facadas por negar 2 reais a eleitor

03 de Janeiro de 2018
O vereador do município de Apicum-Açu, Jorge Cunha (PROS), foi assassinado a facadas na madrugada desta terça-feira (02/01) por causa de R$ 2. Ele estava participando de uma festa no Povoado Turilana, no mesmo município da Paraíba, quando foi esfaqueado após negar dinheiro para o suspeito de cometer o crime. De acordo com o sargento Ubiranilton da Polícia Militar, o suspeito de cometer o crime identificado como ‘Pelebreu’, de 25 anos, teria pedido a quantia de R$ 2 ao vereador que disse que não tinha. O parlamentar seguiu para o seu veículo quando foi abordado novamente pelo suspeito. Após negar novamente ele foi atingido por duas facadas, sendo uma no peito e outra na costela. Após o crime, o suspeito fugiu e ficou escondido no cais do porto do povoado Turilana onde foi preso pela Polícia Militar. O vereador Jorge Cunha, de 47 anos, não resistiu e acabou falecendo. Por meio de uma rede social, o prefeito de Apicum-Açu e irmão da vítima, Cláudio Cunha, repudiou a Polícia Civil que liberou a festa sem o conhecimento do município. “Por conta disso o município perde o controle completo, porque em qualquer lugar do país é preciso ter o mínimo de segurança. Isso é um verdadeiro absurdo a forma de como a pessoa foi morta, traiçoeiramente e isso pode acontecer com qualquer frequentador de festa”, disse. 

Fonte: WSCOM/Blog Petrolina em Destaque

domingo, 31 de dezembro de 2017

Mega da Virada: confira o resultado

31 de Dezembro de 2017
Os números da Mega da Virada foram sorteados na noite deste domingo (31), em São Paulo. O prêmio total para quem acertou as seis dezenas é R$ 306.718.743,71. Veja as dezenas: 03 - 06 - 10 - 17 - 34 - 37. Até as 21h00, o rateio ainda não havia sido divulgado pela Caixa Econômica Federal.

Fonte: G1

O Blog Diniz K-9 deseja a todos os leitores um 2018 repleto de realizações...

31 de Dezembro de 2018
Fonte: Blog Diniz K-9

sábado, 23 de dezembro de 2017

O Blog Diniz K-9 deseja a todos um Feliz Natal...

24 de Dezembro de 2017
Fonte: Blog Diniz K-9

Venezuela expulsa embaixador do Brasil e amplia isolamento de Maduro

23 de Dezembro de 2017

Em mais uma decisão polêmica, a Assembleia Constituinte da Venezuela declarou, neste sábado (23), o embaixador do Brasil em Caracas, Ruy Pereira, persona non grata. Na prática isso significa uma expulsão do diplomata, que veio passar o fim de ano no Brasil e não pode retornar a Caracas. Com a determinação, a Constituinte dá mais uma mostra de que tem assumido posições do governo, com status de soberana e acima dos poderes, mas está amplamente sintonizada e a serviço das políticas do presidente Nicolás Maduro. A decisão, anunciada em discurso da ex-chanceler Delcy Rodríguez, presidente da Constituinte, ocorreu dias depois de o Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Itamaraty) ter emitido nota de repúdio, pelo fato de o órgão ter extiguido as prefeituras de Caracas e de Alto Apure, consideradas núcleos da oposição. Pereira já havia deixado o posto e retornado em julho último, tentando encampar um papel de conciliador, o que o levou a ser criticado pela oposição. A iniciativa, portanto, mina qualquer possibilidade de o governo venezuelano, suspenso do Mercosul, sair do isolamento no continente. Brasil e Venezuela, que tem criticado muito o governo após o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, estão com relações congeladas desde então. A deputada Delcy, inclusive, utilizou-se deste argumento para explicar os motivos da expulsão de Pereira. — No âmbito das competências da Assembleia Constituinte, decidimos declarar persona non grata o embaixador do Brasil até que o fio constitucional que o governo de fato violou nesse país irmão seja restaurado. O Itamaraty publicou a seguinte nota a respeito da declaração da deputada constituinte venezuelana. — O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração de ex-chanceler venezuelana de que o governo desse país teria decidido declarar o embaixador do Brasil em Caracas “persona non grata”. Caso confirmada, essa decisão demonstra, uma vez mais, o caráter autoritário da administração Nicolás Maduro e sua falta de disposição para qualquer tipo de diálogo. O Brasil aplicará as medidas de reciprocidade correspondentes. Na Venezuela, a situação está tão fragmentada que a oposição poderia muito bem defender o famoso lema anarquista, mas com roupagem capitalista: "Hay gobierno Maduro, soy contra". Do lado do governo, a frase poderia ser: "Hay oposición, soy contra". Essa fragmentação, na opinião do professor de Relações Internacionais da Universidade de Roraima, Elói Martins Senhoras, é decorrente do crescimento da direita na América do Sul, o que impulsionou o governo chavista de Maduro a se autodenominar o último bastião da esquerda bolivariana no continente. PublicidadeFechar anúncio — Essas situações de expulsão de embaixadores costumam ocorrer em momentos de pressão e confrontos ideológicos, algo que está havendo agora no continente. Esse momento de tensão entre Venezuela e países como o Brasil tem sido cada vez mais constante, em função de uma guinada à direita da América do Sul. A deterioração econômica da Venezuela, aliada a uma crise política, expandiu a zona de confronto utilizada pelo governo, segundo Senhoras. Nos tempos do presidente Hugo Chávez, ele lembra, o foco das acusações e das rupturas estava direcionado aos Estados Unidos. — Mas com o aumento das dificuldades econômicas o raio desta tensão passou a ser menor e acabou atingindo países mais próximos, como o Brasil, que há uns sete anos era o principal parceiro econômico e comercial da Venezuela. Essa parceria, segundo ele, deixou de ser preponderante para o governo venezuelano, em função de investimentos realizados pela Rússia e China no país, o que enfraqueceu o dinamismo nas relações entre Brasil e Venezuela. Segundo o especialista, que vive em Roraima, este tipo de decisão tende até a provocar uma maior proteção das fronteiras, mas não afeta a principal causa que leva a população a fugir do país. — Toda dinâmica migratória é influenciada por questões domésticas do país, tanto econômicas quanto políticas. A Colômbia tem sido o principal destino dos venezuelanos, seguida pelo Brasil. Ainda há outros países que recebem os refugiados. O viés político e econômico tornam a situação insustentável para grande parte da população, que busca alguma melhora do outro lado da fronteira. Segundo o Parlamento local, controlado pela oposição e sem poder de decisão, a inflação em 2017 foi de 2.000% e o PIB venezuelano despencou 34% nos últimos quatro anos. — Isso (a fuga) ocorre porque a deterioração econômica aumentou na Venezuela e, ao mesmo, tempo a crise política caminha cada vez mais para uma potencial guerra civil. Muitos saem por esses dois motivos, mas nos últimos anos a questão econômica tem sido preponderante.

Fonte: R7 Notícias

Sem PMs nas ruas há cinco dias, Grande Natal soma mais de 250 furtos, roubos e arrombamentos

23 de Dezembro de 2017
Mais de 250 furtos, roubos e arrombamentos já foram registrados nestes últimos dias na Grande Natal. Desde a terça (19), praças e oficiais da Polícia Militar estão fora das ruas, aquartelados em protesto contra os salários atrasados. Os dados, enviados ao G1 pela Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), também revelam que, apesar de a capital ter recebido um reforço de 70 agentes da Força Nacional na manhã da sexta (22), o registro de crimes contra pessoas e o patrimônio não vêm diminuindo. Os números foram consolidados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Sesed. Confira: 
O G1 também solicitou os dados da semana passada, para que fosse possível fazer uma comparação, mas a Sesed ainda não dispõe destes números. 

RN sem PM 
O RN vem sofrendo com a falta de policiamento militar nas ruas desde a terça (19). Além de exigir o pagamento em dia dos salários, os PMs também dizem que só deixam os batalhões com viaturas, materiais de proteção e armas em condições adequadas de uso. Por isso, alegam que não estão em greve, mas realizando uma operação chamada 'Segurança com Segurança'. Agentes, escrivães e delegados da Polícia Civil se uniram ao protesto e estão trabalhando em escala de plantão. Isso significa que desde o início do movimento apenas as delegacias de plantão e as regionais estão funcionando. Agentes penitenciários estão em greve, o que impede a realização de visitas e banhos de sol nos presídios do estado. 

Insegurança
Em Taipu, cidade distante 60 quilômetros de Natal, o desembargador aposentado Osvaldo Soares da Cruz, ex-presidente do Tribunal de Justiça do estado, foi vítima de um assalto seguido de sequestro relâmpago na madrugada deste sábado (23). Já em Mossoró, segunda maior cidade do estado, quatro pessoas foram assassinadas e uma criança de 1 ano e 11 meses baleada e socorrida ao hospital. Os crimes aconteceram entre a noite da sexta (22) e madrugada deste sábado (23). Na cidade, apenas 30% do efetivo está nas ruas. RN sem PM O RN vem sofrendo com a falta de policiamento militar nas ruas desde a terça (19). Além de exigir o pagamento em dia dos salários, os PMs também dizem que só deixam os batalhões com viaturas, materiais de proteção e armas em condições adequadas de uso. Por isso, alegam que não estão em greve, mas realizando uma operação chamada 'Segurança com Segurança'. Agentes, escrivães e delegados da Polícia Civil se uniram ao protesto e estão trabalhando em escala de plantão. Isso significa que desde o início do movimento apenas as delegacias de plantão e as regionais estão funcionando. Agentes penitenciários estão em greve, o que impede a realização de visitas e banhos de sol nos presídios do estado. Insegurança Em Taipu, cidade distante 60 quilômetros de Natal, o desembargador aposentado Osvaldo Soares da Cruz, ex-presidente do Tribunal de Justiça do estado, foi vítima de um assalto seguido de sequestro relâmpago na madrugada deste sábado (23). Já em Mossoró, segunda maior cidade do estado, quatro pessoas foram assassinadas e uma criança de 1 ano e 11 meses baleada e socorrida ao hospital. Os crimes aconteceram entre a noite da sexta (22) e madrugada deste sábado (23). Na cidade, apenas 30% do efetivo está nas ruas. Desde o início da paralisação, o comércio de rua na capital vem registrando vários casos de arrastões, arrombamentos e saques. Além disso, houve um pico de roubos de veículos entre quarta-feira e quinta-feira: 36 casos foram registrados, contra uma média de 20. Neste ano, o estado registrou mais de 2,4 mil homicídios – o maior número da história. 

Paralisação contestada
O governo do estado tentou, na Justiça, obrigar os policiais a voltarem ao trabalho nas ruas, alegando que a paralisação é uma greve disfarçada. Mas, até o momento, não teve sucesso. Na quinta (21), o desembargador Dilermano Motta, do TJ, negou pedido feito pela Procuradoria-Geral do Estado para suspender a paralisação feita pelas polícias Civil e Militar. Nesta sexta (22), o governo fez um novo pedido para que o TJ considerasse ilegal a paralisação dos policias, fato que foi novamente negado. 

Ajuda financeira
Para pôr em folha em dia, o governo estadual tenta uma ajuda financeira de R$ 600 milhões junto ao governo federal. O Ministério Público de Contas da União, no entanto, recomenda que o dinheiro não seja liberado, pois este tipo de socorro seria inconstitucional. 

Salários e 13º
Na quinta (21), o governo pagou os salários de novembro dos servidores que ganham até R$ 2 mil, e na sexta (22) depositou o dinheiro de quem recebe até R$ 3 mil. Já quem ganha acima disso, deve receber somente na próxima semana, dia 29 de dezembro, que é quando o governo promete concluir a folha de novembro. O 13º salário, ainda de acordo com o governador Robinson Faria, só deve ser pago no dia 10 de janeiro. Já a folha de dezembro, só deve ser concluída no dia 30 de janeiro de 2018.

Fonte: G1 RN

Preso deixa cadeia e 8 horas depois é detido por suspeita de 3 tentativas de roubo em Campinas-SP

23 de Dezembro de 2017
Um preso do sistema penitenciário do estado de SP beneficiado pelo indulto de Natal foi preso na noite de sexta-feira (22) por suspeita de três tentativas de roubo na Vila Padre Anchieta, em Campinas (SP). O rapaz de 30 anos havia saído da cadeia oito horas antes dos crimes. De acordo com bombeiros que trabalham no bairro, até uma unidade de resgate da concessionária Rota das Bandeiras ele tentou roubar. O funcionário da empresa havia acabado de socorrer uma vítima na rodovia, mas conseguiu agarrar o suspeito no estacionamento do posto de saúde. "O próprio integrante da Rota das Bandeiras conseguiu agarrá-lo", disse o tenente do Corpo de Bombeiros Vinícius Zampolo . Ele também tentou levar o carro de um médico. Na hora que os bombeiros chegaram o vidro do carro do médico estava quebrado. De acordo com as autoridades, o detento foi levado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas. Um segundo homem que participou das tentativas está foragido.

Fonte: G1

Por que o bitcoin chegou a perder um terço de seu valor em uma semanaInfográfico: Como funciona o bitcoin (Foto: Igor Estrella/G1)

23 de Dezembro de 2017
O bitcoin despencou nesta sexta-feira, dando continuidade a um movimento recente de queda, que fez com que a criptomoeda chegasse a perder quase um terço do seu valor em uma semana. Caiu de cerca de US$ 20 mil, no início da semana, para US$ 11 mil na tarde de sexta-feira, de acordo com o site de câmbio Coindesk. Depois, voltou a subir, até atingir por volta de US$ 15 mil. No meio das flutuações, três câmbios de bitcoin suspenderam certas operações de compra e venda. O bitcoin tem tido uma trajetória fervilhante nos últimos 12 meses. No começo do ano, seu preço era de cerca de US$ 1 mil. Desde então, o valor foi para as alturas - mais do que dobrou desde novembro - atraindo interesse de grandes empresas e investidores privados. Mas, desde o último domingo, o valor do bitcoin teve uma série de quedas, voltando ao patamar em que estava no começo de dezembro - ainda assim muito acima do registrado no começo do ano. Analistas dizem que investidores precisam estar preparados para mudanças súbitas como essas, que têm caracterizado o bitcoin desde seu início. "Essa é exatamente a forma como esse ativo tem se comportado e exatamente o que tem ocorrido desde o começo", disse Nick Colas, cofundador do DataTrek Research. "O bitcoin tem muita volatilidade e continuará a ter no futuro" 

O que ocorreu na sexta-feira?
A queda do bitcoin nesta semana provocou uma enxurrada de negociações, que inundaram, na sexta-feira, uma das maiores empresas de câmbio de bitcoin, a Coinbase. Uma desaceleração técnica fez a empresa parar de comprar e vender duas vezes. Outras duas empresas de câmbio, CME e CBOE, também suspenderam temporariamente a negociação de certos tipos de contratos futuros de Bitcoin - que permitem aos investidores apostarem onde o preço do bitcoin estará em certo momento no futuro. As operações têm freios automáticos, que se aplicam quando uma commodity ou ativo se movem mais do que um certo limite - o que ocorreu neste caso. 

O que provocou a queda?
O mercado continua a ser movido por sentimento e emoção, segundo Charles Hayter, fundador do site Cryptocompare. "Uma guinada ascendente maníaca, liderada pelas massas, será seguida por uma desaceleração, à medida que a emoção muda", diz ele. Mas acrescenta que alguns negociadores têm conseguido ganhos espetaculares ao longo do ano. Preocupações sobre a infraestrutura por trás das criptomoedas também podem estar assustando investidores, afirmou Nick Colas, que negocia bitcoin. Nas últimas semanas, o mercado foi sacudido por ataques hackers e alegações de negociação interna. Além disso, Colas atribui parte da queda desta semana ao lançamento de uma nova criptomoeda antes do planejado. Há ainda o fechamento temporário e surpresa da Coinbase na sexta-feira, o tipo de coisa que pode erodir a confiança do investidor, afirma Colas. "Não é OK interromper a negociação aleatoriamente ao longo do dia (...). A robustez do sistema é tão importante para a confiança quanto o próprio preço das criptomoedas" Um porta-voz da Coinbase disse que a empresa está trabalhando contra o relógio para garantir uma negociação tranquila. A suspensão de sexta-feira durou, no total, duas horas . "Estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance", afirmou. 

O que exatamente é Bitcoin?
Um ativo digital, o bitcoin não é lastreado por nenhum governo. Foi criado através de um processo complexo, chamado de "mineração", e então monitorado por uma rede de computadores ao redor do mundo. Há um fluxo constante de 3,6 mil novas bitcoins por dia, com mais de 16,5 milhões em circulação. Espera-se que a disponibilidade da criptomoeda atinga o pico em 21 milhões. Cada transação é registrada em uma lista pública chamada blockchain. Isso permite rastrear a história dos bitcoins para impedir as pessoas de gastarem moedas que elas não tenham, de fazerem cópias ou desfazerem transações. 

O que as autoridades dizem sobre o Bitcoin? 
Autoridades reguladoras ao redor do mundo intensificaram seus alertas sobre esse tipo de investimento. Um dos comentários mais impressionantes desta semana veio do banco central da Dinamarca, que chamou o bitcoin de aposta "mortal". No começo do mês, o chefe de um dos principais reguladores financeiros do Reino Unido alertou as pessoas para estarem preparadas para perder todo o seu dinheiro se elas investirem em bitcoin. Andrew Bailey, chefe da Financial Conduct Authority, falou para a BBC que nem bancos centrais nem governos estão por trás da "moeda" e que, por isso, não é um investimento seguro. Apesar do risco, autoridades americanas disseram que não acreditam que a criptomoeda seja uma parte suficientemente grande do mercado financeiro para ser uma ameaça para a estabilidade econômica.
Infográfico: Como funciona o bitcoin (Foto: Igor Estrella/G1)
Fonte: G1/BBC Brasil

Crianças que comem peixe semanalmente dormem melhor e têm QIs superiores...

23 de Dezembro de 2017
O consumo regular de peixe mostrou melhorar a cognição. Também é conhecido por ajudar com o sono. Um novo estudo conecta os três pela primeira vez. A equipe descobriu que as crianças que comem peixe pelo menos uma vez por semana dormem melhor e têm QIs superiores em uma média de 4 pontos. As crianças que comem peixe pelo menos uma vez por semana dormem melhor, além de serem mais inteligentes do que aquelas que consomem esse tipo de alimento com menos frequência. Foi o que apontou um estudo publicado na "Scientific Reports". Os pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, identificaram QIs (Quocientes de Inteligência) superiores em uma média de 4 pontos naquelas crianças que adotam o peixe ao cardápio semanal. Estudos anteriores já indicavam uma relação entre o ômega-3 --tipo de ácido gorduroso presente em muitos tipos de peixes-- e a inteligência melhorada, bem como ômega-3 e a melhora no sono. Mas eles nunca tinham sido conectados antes. O sono, segundo o estudo dos cientistas norte-americanos, poderia ser o fator que faria a relação entre o consumo de peixes e o aumento da inteligência. 

Método de pesquisa
Para chegar a esse resultado, 541 crianças de 9 a 11 anos (54% meninos e 46% meninas) responderam a um questionário sobre a frequência com que consumiram peixe no mês passado, com opções que iam de "nunca" a " pelo menos uma vez por semana ". Elas também foram submetidas a um teste de QI chamado "Wechsler Intelligence Scale for Children-Revised", que examina habilidades verbais e não verbais, como vocabulário e codificação. Os pais também foram questionados sobre a qualidade do sono, especificamente sobre a duração e a frequência do sono noturno, bem como sobre a sonolência diurna. A pesquisa identificou que as crianças que relataram comer peixe semanalmente obtiveram em média 4,8 pontos a mais nos exames de QI do que aqueles que disseram que "raramente" ou "nunca" consomem peixe. Aqueles cujas refeições às vezes incluíam peixe marcou 3,3 pontos a mais. Além disso, o aumento do consumo de peixe foi associado a menos distúrbios do sono, segundo os pesquisadores, que recomendam a apresentação do alimento às crianças desde os 10 meses. Os pais, no entanto, devem tomar cuidado com os espinhos.

Fonte: UOL

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

As diferenças entre os ‘bolsas famílias’ de Brasil e Itália

18 de Dezembro de 2017
Em vigor desde 1º de dezembro, a “renda de inclusão social” (“Rei”), instituída pelo governo da Itália, vem sendo comparada ao Bolsa Família e até usada para ressaltar o sucesso do programa brasileiro. No entanto, apesar de terem um princípio em comum – a distribuição de renda para famílias em condição de pobreza -, as duas iniciativas possuem mecanismos bastante diversos. Veja abaixo as diferenças que separam os dois projetos: 

Valor
A renda de inclusão social italiana prevê o pagamento de até 485,4 euros por mês (R$ 1,9 mil, segundo a cotação atual) para cada família. O teto é concedido a núcleos com cinco ou mais membros, mas o benefício parte de 187,5 euros (R$ 730), valor dado a famílias de uma pessoa. As outras faixas do programa são: 294,38 euros (R$ 1,15 mil), para núcleos familiares com dois integrantes; 382,5 euros (R$ 1,5 mil), para três; e 461,25 euros (R$ 1,8 mil), para quatro. Já o Bolsa Família consiste em um benefício básico de R$ 85 para famílias com renda mensal de até R$ 85 por pessoa, o que configura a condição de extrema pobreza. Além disso, há outros valores que ajudam a compor o programa. Um deles é o benefício variável de R$ 39, dado a famílias com renda per capita de até R$ 170 e que incluam gestantes ou crianças de zero a 15 anos. Cada núcleo pode receber até cinco benefícios variáveis. A iniciativa também prevê um “benefício variável jovem” de R$ 46, mas desde que a família tenha adolescentes de 16 ou 17 anos em sua composição, respeitando o limite de dois por núcleo. Se, mesmo fazendo parte do programa, a família não sair da condição de extrema pobreza, ela receberá um benefício que a faça superar o piso de R$ 85 de renda per capita. 

Público alvo
A renda de inclusão social é concedida a famílias com Indicador de Situação Econômica Equivalente (ISEE) inferior a 6 mil euros e patrimônio imobiliário de, no máximo, 20 mil euros, excluindo a primeira casa. O ISEE é um instrumento criado para avaliar a condição de vida dos italianos, levando em conta renda, bens e características do núcleo familiar. A previsão de Roma é atender até 490 mil famílias, totalizando cerca de 1,8 milhão de pessoas, o equivalente a 3% da população italiana. Por sua vez, o Bolsa Família é destinado a núcleos com renda per capita de até R$ 170, em condição de pobreza ou extrema pobreza. Atualmente, aproximadamente 13,5 milhões de famílias ganham o benefício, o que dá pouco menos de 50 milhões de pessoas, segundo estimativas do governo. Isso representa quase 25% da população brasileira. 

Prazo
Na Itália, a renda extra é válida por um período máximo de 18 meses, porém pode ser renovada por mais 12, depois de passado meio ano. No Brasil, o benefício não tem duração pré-estabelecida. Se respeitar os requisitos, a pessoa pode receber o Bolsa Família durante toda a vida.  

Contrapartidas
Para conceder a renda de inclusão social, o governo da Itália exige que os membros adultos da família participem de um projeto personalizado de reinserção no mercado de trabalho, o que demonstra que a preocupação é, sobretudo, com o grande número de desempregados no país. Já o Bolsa Família pede como contrapartida que gestantes beneficiadas estejam com o pré-natal em dia, que crianças menores de sete anos façam acompanhamento de saúde, inclusive a vacinação, e que jovens entre seis e 15 anos estejam matriculados na escola e tenham frequência mínima de 85%. No caso dos adolescentes de 17 e 18 anos, essa cifra cai para 75%.

Fonte: MSN Dinheiro